Paths, Nooks e Hubs – Estratégias da neuroarquitetura para melhorar espaços de trabalho

Basear decisões arquitetônicas em ciência tem se tornado a cada dia mais comum. Entender o comportamento humano e, assim, pensar em como fazer de cada ambiente construído um espaço capaz de promover a interação saudável entre as pessoas é o que move os conceitos da neuroarquitetura (caso não conheça, clique AQUI e veja nosso post explicativo). Recentemente, uma pesquisa neurocientífica da N...
veja mais

Durante o distanciamento social, utilize as dicas da neuroarquitetura para deixar seus dias mais leves

A pandemia do novo coronavírus virou nossa vida de cabeça para baixo. Nos vimos obrigados a, de um dia para o outro, nos adaptarmos a uma nova realidade e tudo isso mexe conosco. Muitos trabalhos foram paralisados, outros tantos passaram a ser executados à distância, com os profissionais trabalhando de casa. Além disso, fomos privados dos nossos momentos de lazer. Passeios no parque, viagen...
veja mais

Funcionários preferem bem-estar à benefícios materiais

Você acredita que chegamos a uma era em que um ambiente agradável para trabalhar vale mais do que um bônus financeiro no final do mês? Que ter horários flexíveis que permitem um deslocamento menos maçante nas grandes cidades é mais interessante do que um vale-refeição fora da média? Pois uma pesquisa realizada pelo Instituto Gallup afirma que o engajamento dos profissionais está mais associ...
veja mais

Biofilia –Importantes apontamentos para a arquitetura

A biofilia está em alta. O termo que define um movimento para ampla incorporação da natureza nos espaços construídos pelo homem (clique AQUI para saber mais sobre essa definição) foi o assunto escolhido por Melanie O’Brien, aluna de mestrado em arquitetura em Dublin, na Irlanda, para sua monografia intitulada Biofilia – Percepção do Meio Ambiente. Devido à sua importância no atual cenário d...
veja mais

Escritórios open space impactam a colaboração?

A opção por ambientes de trabalho no formato open space, ou seja, com poucas – ou nenhuma – divisão entre salas e departamentos vem sendo apresentada como tendência da arquitetura corporativa nos últimos tempos. Porém, após alguns anos de utilização de espaços nesse estilo, estudos mostram que nem tudo é perfeito quando a empresa aposta em retirar todas as paredes de seus escritórios. Chega...
veja mais

Devemos pensar em espaços de trabalho emocionalmente inteligentes?

A neuroarquitetura vem aproveitando todo o conhecimento dos neurocientistas para estudar o comportamento humano diante de ambientes construídos. Com tantos estudos à disposição e sendo realizados cotidianamente, arquitetos ganham conhecimento muito forte e embasado sobre o reflexo dos edifícios na rotina de seus usuários. O livro “Criando espaços de trabalho emocionalmente inteligentes”, pu...
veja mais
Página 1 de 8123...Última »