Trabalhar no refeitório? Escritórios criam espaços multifuncionais e promovem bem-estar

Esse ambiente planejado com mobiliário da RS Design abriga tanto um refeitório quanto um espaço de trabalho confortavelmente.

Quem está nas redes sociais e acompanhou o movimento do home office durante a fase mais densa da pandemia com certeza viu fotos e publicações de pessoas trabalhando na mesa da cozinha ou da sala de jantar de casa. Isso aconteceu porque muitas pessoas foram obrigadas, da noite para o dia, a trabalhar em casa, mas nem todas tinham infraestrutura para isso. O que soava mais apropriado, então, era a mesa das refeições.

Porém, a cenacomumdo home office está sendo importada para o ambiente corporativo. Agora, muitas empresas têm desenvolvido suas copas e seus refeitórios com mobiliários que, além de possibilitar um ambiente adequado para uma boa refeição, também se tornam estações de trabalho.

A ideia é muito interessante. Principalmente para as marcas que já compreenderam que ao ofertar diversos locais adequados para a atuação profissional dentro do ambiente corporativo, elas estimulam o funcionário a se movimentar pelo escritório (o que ajuda na promoção da saúde), aumentam a possibilidade de relações interpessoais (pois fazem com que as pessoas circulem e troquem mais conhecimento) e ganham em termos de aproveitamento do espaço.

Mesmo as empresas menores, que não têm refeitórios, podem fazer essa transformação em seus espaços de convivência e de café.

“Essa é uma boa oportunidade, inclusive, para que as empresas aproveitem de forma efetiva todo o espaço do escritório com locais estimulantes e que promovam o bem-estar”, comenta Lisandra Mascotto, da RS Design.

E Lisandra tem razão. Isso porque os refeitórios são locais subaproveitados e que costumam ficar vazios fora dos horários das refeições. Por que não transformar essa visão? Uma breve reforma no espaço, tornando-o mais aconchegante já será suficiente para atrair os colaboradores que passarão a se movimentar mais dentro de toda a companhia.

Um refeitório humanizado e com vegetação, como esse projetado com mobiliário da RS Design, com certeza promove a interação, uma boa refeição e foco nas atividades.

Portanto, em vez de fechar um pequeno espaço para que as pessoas se revezem na hora das refeições (principalmente agora que estudos mostram que mais de 50% dos trabalhadores levam marmita para o trabalho), que tal utilizar um espaço mais aberto, com mais bancadas ou mesas e cadeiras que são adequadas para a permanência por um tempo um pouco maior?

O resultado com certeza será positivo!

Voltar para home Espaço do Arquiteto
Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *