Funcionários preferem bem-estar à benefícios materiais

bem-estar-arquitetura-corporativa-rs-design-1

Você acredita que chegamos a uma era em que um ambiente agradável para trabalhar vale mais do que um bônus financeiro no final do mês? Que ter horários flexíveis que permitem um deslocamento menos maçante nas grandes cidades é mais interessante do que um vale-refeição fora da média?

Pois uma pesquisa realizada pelo Instituto Gallup afirma que o engajamento dos profissionais está mais associado ao bem-estar do que a qualquer outra coisa. O texto, inclusive, afirma que esses funcionários preferem o conforto e a boa sensação no desempenho de suas atividades à benefícios materiais.

Segundo matéria publicada pela Harvard Business Review, os gastos com saúde de empresas reconhecidas por colocar seus colaboradores para trabalhar sob alta pressão são quase 50% maiores do que os gastos de outras organizações. De acordo com a Associação Americana de Psicologia, cerca de US$ 500 bilhões são gastos nos EUA por conta de estresse no local de trabalho e as corporações, juntas, chegam a desperdiçar 550 milhões de dias úteis dos trabalhadores pelo mesmo motivo.

Isso significa que manter um ambiente pouco agradável custa caro para as empresas.

Visando reduzir o impacto do estresse que muitas empresas buscam soluções de infraestrutura capazes de fundamentar uma mudança de cultura. A pesquisa da Gallup foi clara ao afirmar que horários flexíveis e oportunidades para home office são muito bem quistos, já que o engajamento estava totalmente atrelado à sensação de bem-estar. E se trabalhadores que estão fisicamente presentes no trabalho, mas psicologicamente ausentes, geram 28% menos receita do que seus colegas mais engajados, as corporações precisam urgentemente considerar mudanças para melhorar seus resultados.

Mas como a arquitetura corporativa pode se aproveitar dessa informação? Como a infraestrutura pode gerar sensação de bem-estar aos colaboradores? Planejando, sempre, ambientes que conheçam a cultura das empresas, entendam as necessidades dos colaboradores e, assim, possam entregar um espaço construído que atenda às suas expectativas de bem-estar.

Algumas soluções são possíveis, mas nunca é demais enfatizar que toda empresa deve ser enxergada como um organismo vivo que tem suas próprias necessidades, suas próprias demandas, suas particularidades e sua capacidade de investimento. Dessa forma, não há uma receita pronta para ser aplicada em todos os projetos de forma unânime.

Confira três boas ideias de como melhorar o bem-estar e o engajamento levando o seu cliente a um outro patamar de resultados:

– Estimular conexões sociais – Criar espaços de convivência para que as pessoas tenham a motivação de conversar entre si. Podemos, aqui, pensar em refeitórios agradáveis, salas de descontração e espaços para reuniões informais. A sociabilidade é, segundo diversos estudos, positiva no ambiente de trabalho gerando resultados altamente desejáveis. Entre esses resultados são apontados menor absenteísmo, menores taxas de depressão, aprendizado mais ágil e maior tolerância ao desconforto.

– Evitar espaços restritos de acordo com a hierarquia – As salas privativas podem gerar uma sensação de afastamento, o que torna o líder inacessível. Pensar em ambientes mais padronizados, nos quais todos podem ocupar todos os lugares é mais democrático e permite que as pessoas estejam em um mesmo patamar, sem receio de se aproximar uns dos outros independentemente dos cargos que ocupam. Obviamente que manter algumas salas individuais para situações que necessitam de isolamento é proveitoso, mas não necessariamente essas salas devem representar as salas “dos chefes”.

– Espaços de saúde – Algumas corporações já estão apostando em dedicar uma pequena fatia da sua infraestrutura para ações de saúde, que podem ser salas de ginástica, espaços para meditação e, até mesmo, locais para a tão famosa soneca após o almoço. Quem pode medir a satisfação de um colaborador quando se depara com essa liberdade promovida pela própria empresa?

Muitas outras atitudes compõem a construção de um ambiente de trabalho harmonioso, que gere boa sensação de bem-estar e motive os colaboradores. Clicando AQUI você tem acesso a muitas dicas sobre humanização dos escritórios que auxiliarão a projetar visando esses resultados.

Funcionários preferem bem-estar à benefícios materiais

Funcionários preferem bem-estar à benefícios materiais

Voltar para home Espaço do Arquiteto
Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *