Entenda a dinâmica do projeto corporativo

imagemrsdesign1_escritorio

O arquiteto e o designer de interiores que atuam diretamente com projetos corporativos sabem como é indispensável seguir um roteiro dinâmico a fim de cumprir todas as etapas com maestria. Hoje, um espaço de trabalho tem um nível de exigência muito alto, principalmente após a realização de inúmeras pesquisas que comprovam que o ambiente interfere de forma direta na produtividade e motivação das equipes.

Pensando neste roteiro, traçamos a dinâmica ideal para a elaboração e entrega de um projeto corporativo de sucesso, que surpreenda o cliente superando suas expectativas e garanta qualidade, prazo e excelente custo-benefício.

Em um primeiro momento, assim que há o primeiro contato entre cliente e arquiteto para a prospecção do projeto, damos início a uma conversa mais informal, mas que traz todos os pontos-chave que nortearão o projeto como um todo. É a fase do briefing, fundamental para que o profissional capte todas as necessidades do cliente e as transforme em soluções práticas e acessíveis. É nesta etapa que o arquiteto e designer analisa o atual ambiente de trabalho e observa a dinâmica da empresa, a rotina, o comportamento dos habitantes e faz a análise inicial.

Na sequência da dinâmica, temos o pré-projeto, que é um escopo inicial de tudo o que está sendo planejado, e a visita aos principais fornecedores parceiros para definição dos itens que integrarão o projeto como um todo.

No caso de mobiliário corporativo, é fundamental trabalhar com uma empresa que tenha experiência em “corporativo”, que apresente móveis preparados para escritório e com alto padrão de qualidade (pois o uso será intenso e contínuo) e possua atendimento com consultoria especializada para indicar as melhores soluções para cada tipo de empresa/negócio, além de ter todo o conhecimento técnico sobre a parte que envolve pontos de cabeamentos e ergonomia.

Com essas três etapas concluídas (briefing, pré-projeto e visita aos fornecedores), é a hora de apresentar a ideia completa ao cliente, juntamente com a análise de custo.

Esta reunião é muito esperada e costuma causar certa ansiedade no cliente, que deve ser amenizada pelo profissionalismo e calma do arquiteto e/ou designer de interiores. É normal que o cliente tente atropelar as etapas, justamente por querer ir logo ao projeto final, mas parte do profissional explicar a importância de cada fase garantindo o sucesso da parceria.

Com o projeto pré-aprovado pelo cliente, chega a hora de escolher todos os materiais, de revestimentos e texturas ao mobiliário, tudo com muito cuidado pensando sempre no projeto como um todo para que as escolhas sejam assertivas e funcionais. “Um projeto corporativo, muito além da beleza, tem que ter funcionalidade para que seja interessante”, comenta Lisandra Mascotto, da RS Design.

Com os materiais escolhidos, passamos à fase de aprovação final do cliente e mãos à obra. Iniciamos, de fato, a retirada do projeto do papel. É chegada a hora de adquirir os materiais seguindo sempre o cronograma da obra, acompanhar toda a montagem e instalação e garantir que o espaço seja finalizado de forma impecável, dentro do prazo estipulado, e superando as expectativas do cliente.

Se a apresentação do projeto é envolta em muita ansiedade, a hora da entrega do espaço corporativo finalizado, então, nem se fala. O cliente costuma se mostrar muito presente, visitando a obra e até mesmo mudando de opinião durante o processo. Justamente por isso que seguir uma dinâmica e ter o cronograma sempre em mãos facilita este relacionamento. O arquiteto precisa conhecer completamente o projeto e saber exatamente como está o andamento da obra para poder tranquilizar o cliente e garantir que o andamento das etapas esteja dentro do planejado. Assim, além de ser o responsável pela criação, torna-se também o elo entre a expectativa do cliente e o caminhar da obra, interferindo sempre para que nem um lado nem o outro saiam do eixo.

imagemrsdesign2_escritorioexecutivo

infografico_dinamica

Voltar para home Espaço do Arquiteto
Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *