Design baseado em evidências – Você sabe o que isso significa?

Exemplo de projeto de consultório montado com mobiliário da RS Design em tons mais vivos incluindo uma área verde.

Os ambientes de saúde seguem em contínua mudança a fim de ampliar a segurança e o conforto dos pacientes. Ainda na década de 1980, o Center for Health Design, entidade norte-americana que envolve designers e profissionais de saúde dedicados a melhorar a qualidade da assistência por meio do ambiente construído, definiu o conceito do “design baseado em evidências”. Mas o que isso de fato significa?

A proposta do time é que devemos sempre elaborar layouts e tomar decisões sobre projetos nos baseando em pesquisas com credibilidade disponibilizadas na literatura mundial. Para auxiliar, eles ofertam um repositório de conteúdos diversificados e estudos científicos que relacionam os ambientes à desfechos de saúde. Recentemente, por exemplo, foi publicado nesse repositório um artigo da Revista de Psicologia Ambiental que avalia o impacto de cores, gráficos e recursos arquitetônicos nos usuários do ambiente de saúde analisando inclusive eletroencefalogramas.

A poltrona Ferrara, da RS Design, é um ótimo exemplo de mobiliário adequado aos quartos das maternidades hospitalares.

Outro recurso bastante interessante e que está disponível no portal do Center for Health Design são alguns diagramas interativos para que arquitetos e designers possam avaliar fatores importantes para a construção de ambientes de saúde. Como exemplo, vamos analisar alguns dos pontos que a entidade considera para a criação de umquarto de maternidade ideal e quais os benefícios desse investimento:

– Iluminação – Deve ser adequada para melhorar a mobilidade da paciente e reduzir o risco de quedas e de contaminações; deve ser pensada para reduzir o estresse e a ansiedade; e planejada para que os profissionais de saúde consigam prestar uma assistência de qualidade.

– Janelas – Com vista para o ambiente externo, promovem maior satisfação no trabalho dos profissionais de saúde ao mesmo tempo em que contribuem com a redução do estresse e da ansiedade da paciente. Além disso, por permitirem a entrada de luz solar, também contribuem com a sustentabilidade do local.

– Conforto acústico – Sistemas para mascaramento de sons ampliam a privacidade da paciente e um bom projeto acústico contribui com a redução do estresse e da ansiedade, ofertando muito mais conforto.

– Mobiliário – O investimento em mobiliário adequado promove maior mobilidade e aumenta a segurança da paciente, já que ajuda a reduzir o risco de quedas, e contribui também para o melhor conforto dos familiares que permanecem acompanhando a puérpera durante todo o seu período de internação.

Mobiliário da RS Design para uso em área hospitalar, conforme o revestimento escolhido: 1- Poltrona Reclinável Bio; 2- Poltrona Music; 3- Poltrona Reclinável Virtua; 4-Poltrona Ferrara; 5-Pufe Luna.

Por fim, profissionais de arquitetura e design que estão se especializando e atuam no setor de saúde, encontram no portal www.healthdesign.org muito conhecimento para ser lido e absorvido. Essa é uma das dicas que trazemos aqui no Espaço do Arquiteto para quem está imerso nos conceitos da arquitetura corporativa.

Voltar para home Espaço do Arquiteto
Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *