Arquiteto, você fechou novos negócios na pandemia?

pandemia-rs-design-novos-negocios-1

Passados pouco mais de cinco meses da chegada da pandemia do novo coronavírus no Brasil, o mercado de arquitetura e urbanismo já está mais adaptado a esse novo cenário e pode, também, traçar algumas observações sobre como os negócios fluíram mesmo diante de uma crise de saúde gravíssima.

Uma pesquisa realizada pela Archademy com 650 escritórios de arquitetura espalhados pelo país afirma que o período foi positivo para a maioria dos arquitetos ao dizer que 85% dos profissionais da área geraram propostas impulsionadas pela necessidade de readequação os espaços tanto residenciais quanto corporativos.

Segundo a análise intitulada “O impacto comercial da COVID-19 para Arquitetos e Designers de Interiores”, de todos os profissionais que confirmaram ter gerado novas oportunidades de negócios durante a quarentena, 33,3% desenvolveram entre quatro e dez propostas ao longo do período.

Um dado interessante de ser observado é o fato de que todos esses profissionais conseguiram se manter atuantes, porém relataram uma mudança no perfil das demandas que surgiram de março para cá já que muitos dos orçamentos solicitados diziam respeito à adequação de ambientes à nova realidade que surgiu com a COVID-19.

Atenta às necessidades corporativas, a RS Design conta com novos formatos de painéis que auxiliam a adaptação dos escritórios à nova realidade gerada pela pandemia de COVID-19

Atenta às necessidades corporativas, a RS Design conta com novos formatos de painéis que auxiliam a adaptação dos escritórios à nova realidade gerada pela pandemia de COVID-19

No subsetor da arquitetura corporativa, a pesquisa reforça que a maior demanda de projetos estava relacionada às mudanças nas relações de trabalho. De todos os escritórios participantes da pesquisa, 73,1% receberam solicitações de projetos para empresas. Desses projetos, 29,7% eram para readequação de layout a fim de que os profissionais conseguissem respeitar o distanciamento social mínimo indicado pelos órgãos de saúde internacionais; 26,6% desejaram um novo layout para o ambiente que se tornou mais enxuto por conta da pandemia; e 18,8% queriam adaptar o ambiente corporativo à rotatividade promovida pela inserção de alguns profissionais no trabalho remoto.

Já no segmento residencial, 59,5% das solicitações de orçamento pediam propostas para renovação do layout geral da casa. E, aqui, mais um detalhe importante advindo da pesquisa: 50,5% incluíam pedidos de adaptação da casa para home office.

As informações provenientes do estudo auxiliam os arquitetos sobre como o mercado está se comportando mediante uma pandemia infecciosa como a que estamos vivendo neste momento. Sabendo qual tem sido o real impacto da quarentena no ramo de arquitetura e urbanismo, é possível traçar estratégias para melhor aproveitar as oportunidades que podem vir a surgir, gerando mais negócios e aumentando a visibilidade dos projetos.

Pensando em todo esse cenário, a RS Design publicou um e-book dedicado à essa fase de retomada. Caso não tenha visto, clique AQUI para acessar.

Voltar para home Espaço do Arquiteto
Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *