A cor do ano no ambiente corporativo – Biofilia também se faz presente

O tom arroxeado destes pufes da RS Design, que foram inseridos neste ambiente colaborativo, está totalmente alinhado com a cor do ano de 2022.

Sempre que chegamos a dezembro, surge a expectativa: qual será a cor do ano que vem? Como tradição, o Pantone Color Institute aponta a tonalidade que deve se destacar como tendência global influenciando o mercado da moda e do design. Para 2022, a cor escolhida foi Very Peri, um tom arroxeado, perfeita mistura entre azul e vermelho, que remete diretamente ao tom das violetas, planta muito querida pelos brasileiros e presente em inúmeras residências.

Porém, desta vez, não vamos apenas enfatizar a aplicação da cor do ano nos ambientes corporativos. Queremos mergulhar mais fundo nesse assunto, pois as definições das paletas de cores não seguem apenas as tendências ditadas pelo mercado. Nos escritórios, elas têm influência bastante ampla no comportamento e no sentimento dos trabalhadores, podendo ser fator chave para a motivação ou a desmotivação.

Um estudo de caso intitulado “Cor na arquitetura: influência no comportamento humano” selecionou um grupo de alunos e fez, a cada 30 dias, modificação nas cores da sala de aula para então analisar quais as mudanças comportamentais poderiam ocorrer. A princípio, o espaço tinha paredes branco gelo, cadeiras com estofamento azul e mesas em fórmica cinza. Na sequência, os ambientes foram ganhando cor: primeiro vermelho, depois verde e azul.

Neste outro projeto de um refeitório humanizado, temos a cor Very Peri aplicada a parte dos sofás e totalmente integrada a um ambiente que abusa das plantas naturais. Mobiliário da RS Design.

E, de acordo com os pesquisadores, a mudança de comportamento foi visível já nas primeiras três horas de experimentação cromática, com claras alterações de humor e concentração. Eles notaram que o ambiente predominantemente vermelho dificultou a concentração da maioria dos alunos, provavelmente devido à sensação de excitação gerada pela cor; e que nos ambientes verde e azul, esses mesmos alunos conseguiram ampliar sua capacidade de concentração.

Mas vamos seguir mergulhando ainda mais nessa questão?

Quando imaginamos uma paisagem, quais as cores que naturalmente nos vêm à cabeça? O azul do céu e do mar, o verde das árvores e dos rios? E será que não há nenhuma relação entre as cores encontradas na natureza e a nossa capacidade de concentração? Bingo! Com certeza há! É aí que entra a biofilia, termo que designa uma possível ligação emocional e genética entre o homem e a natureza.

Mais uma vez temos a Very Peri em um detalhe, na mesa de centro desse espaço de convivência que também traz plantas e outros tons terrosos naturais. Mobiliário RS Design.

Todas as combinações de cores que existem na natureza tendem a nos trazer conforto visual, melhorando nossa percepção e nossas sensações dentro de um ambiente construído. Como viemos da natureza, é como se essas cores estivessem em nossa memória coletiva há séculos.

Mas depois de todas essas explicações, como podemos aplicar a nova cor do ano, Very Peri, nos ambientes corporativos? Vamos resgatar o conceito de biofilia: quando olhamos para a natureza, nós vemos esse tom arroxeado em grandes ou pequenas proporções? Sempre nos detalhes! Nas pequenas flores pelo caminho ou nos pássaros que habitam a região.

Podemos utilizar a natureza como referência para implementar a cor do ano da pantone nos ambientes, ou seja, pequenos pontos arroxeados no meio de outras cores predominantes.

 

Portanto, na hora de implementar o Very Peri no projeto, o ideal é pensar em pequenos pontos de cor espalhados pelo ambiente, bem como vocês puderam notar nas imagens que foram dispostas ao longo desse post!

Utilizar a natureza como referência de paleta de cores é muito útil em qualquer tipo de projeto e também nos projetos corporativos, que estão cada vez mais humanizados, resgatando o bem-estar das pessoas e as estimulando em todos os sentidos.

Voltar para home Espaço do Arquiteto
Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *