Como tornar o espaço mais humanizado em clínicas e consultórios

espaço-humanizado-clínicas-consultórios-1

O tratamento de saúde envolve mais do que prescrever a medicação. Para que o paciente se sinta confiante e aceite seguir o que é proposto, ele precisa ter confiança no profissional. Uma das formas de conquistar isso é através do acolhimento, em todos os ambientes da clínica.

Uma das maneiras de transmitir essa sensação de aconchego é através da humanização dos espaços. Para isso, é possível usar técnicas como a de neuroarquitetura e biofilia, que mexem com a beleza ambiental e também com a mente do paciente.

Uso de neuroarquitetura para a humanização de clínicas e consultórios

Uso de mobiliário confortável e ambiente acolhedor para as pessoas no momento de espera. Crédito: RS Design.

Uso de mobiliário confortável e ambiente acolhedor para as pessoas no momento de espera. Crédito: RS Design.

Há vários estudos que sugerem que a forma como um ambiente de trabalho é planejada influencia diretamente na maneira e na intensidade com que o profissional desempenha o seu trabalho. E no caso de clínicas, também vai influenciar imensamente na percepção de bem-estar ou não de cada paciente.

Ou seja, local físico e a maneira como ele é desenhado influenciam diretamente tanto na produção da equipe, quanto na maneira como o paciente responde ao atendimento/tratamento.

É como se o cérebro humano respondesse ao ambiente!

Ambientes preparados para estimular os cinco sentidos humanos, transmitindo acolhimento e bem-estar. Crédito: RS Design

Ambientes preparados para estimular os cinco sentidos humanos, transmitindo acolhimento e bem-estar. Crédito: RS Design

Uma das formas de fazer uso da neuroarquitetura é usando elementos que tragam conforto aos sentidos humanos como:

  • Visão: proporcionando uma estética agradável aos olhos;
  • Olfato: fazendo uso de difusores, que tornem o ambiente cheiroso e agradável. É importante também que eles sejam suaves, pois o ambiente será frequentado por pessoas que podem ser alérgicas ou ter algum problema respiratório;
  • Audição: é necessário criar um ambiente com ótima acústica, que impeça a passagem do som entre o ambulatório e a sala de espera, por exemplo. Isso, além de trazer conforto, é importante também para manter o sigilo e a privacidade do paciente. O uso de materiais com bom isolamento acústico pode vir acompanhado de música ambiente;
  • Paladar: quem não gosta de ser recebido com um bom cafezinho? Nesse caso, é interessante deixar chá e café disponíveis para as pessoas, para que se sirvam;
  • Tato: esse sentido deve ser usado tanto nas diferentes texturas em todo o ambiente, quanto na hora de escolher a poltrona de espera ou a cadeira do ambulatório. É preciso oferecer algo macio e confortável, mas que também possa ser facilmente higienizado, já que é um ambiente de saúde.

Biofilia

Outra forma de humanizar as clínicas é através da biofilia, que nada mais é do que “amor pela vida” ou a forma com a qual, naturalmente, as pessoas são atraídas emocionalmente pela natureza.

A biofilia refere-se à ideia de que os humanos têm um vínculo instintivo com a natureza. O design biofílico é um conceito para levar este vínculo aos lugares onde há separação entre os seres humanos e a natureza.

Ambientes de clínicas e consultórios podem ser apenas espaços com paredes e mobiliários ou podem ser estrategicamente planejados para causar sensações nas pessoas. Quais sensações? Aquelas que você quiser transmitir.

No caso de clínicas, é importante que as pessoas se sintam tranquilas, seguras e principalmente confiantes com relação ao serviço prestado. Desta forma, todo o projeto pode ser focado para que os ambientes físicos transmitam estas sensações.

No entanto, não estamos falando de colocar alguns vasos de plantas no ambiente. Conceituar um ambiente em biofilia significa “transportá-lo” para a natureza. Quando for possível, utilizar elementos naturais, como madeiras e pedras. Fazer o melhor uso possível da luz natural e quando não for possível, utilizar de recursos para se aproximar de um ambiente natural.

Alguns conceitos de biofilia:
- Conexão visual com a natureza;
- Conexão com elementos que remetam à natureza (exemplo, painéis com paisagens);
- Estímulos sensoriais;
- Acesso à variabilidade térmica e de fluxo de ar;
- Presença de Água;
- Luz diurna,dinâmica e difusa;
- Conexão com sistemas naturais.

TSF_HTF em Israel explora elementos da natureza e sensação de estar numa área externa, mesmo dentro do espaço.

TSF_HTF em Israel explora elementos da natureza e sensação de estar numa área externa, mesmo dentro do espaço.

Na Microsoft House em Milão, Itália, o conceito de biofilia foi empregado com elementos que remetem à natureza de forma figurativa e também bem criativa. Além disso, a copa da “árvore” é composta de materiais acústicos, que auxiliam no conforto ambiental.

Na Microsoft House em Milão, Itália, o conceito de biofilia foi empregado com elementos que remetem à natureza de forma figurativa e também bem criativa. Além disso, a copa da “árvore” é composta de materiais acústicos, que auxiliam no conforto ambiental.

O mobiliário deve acompanhar o projeto humanizado e biofílico, mantendo a harmonia no ambiente e no conceito de bem-estar.

Vale lembrar que para clínicas e consultórios, é de suma importância que o mobiliário, além de ergonômico, seja fácil de ser limpo. Afinal, em locais nos quais a circulação de pessoas é grande, a higienização adequada é essencial, além da durabilidade.

Recepção da Meridian, em Toronto, Canadá utiliza a biofilia de forma elegante e clean, deixando o espaço com conceito de limpeza e aconchego, ao mesmo tempo.

Recepção da Meridian, em Toronto, Canadá utiliza a biofilia de forma elegante e clean, deixando o espaço com conceito de limpeza e aconchego, ao mesmo tempo.

A RS Design tem osmóveis que você precisa para acompanhar projetos humanizados de clínicas e consultórios. Entre em contato conosco!

Comentários
0 Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>