Como iluminar o seu escritório

Como iluminar o seu escritório

Quanto tempo ficamos no escritório?

Bastante, sem dúvida. É no escritório que nos desenvolvemos pessoal e profissionalmente, interagindo com os colegas, aprendendo, ensinando e fazendo a nossa parte para a empresa alcançar os seus objetivos e para ganhar pontos positivos na nossa carreira.

Por conta disso, é de grande importância que esse ambiente seja cuidadosamente planejado, sendo preciso atentar-se a detalhes como a localização do escritório, o tamanho dos ambientes, os móveis que serão utilizados e, principalmente, o tipo de iluminação que será instalada no local.

Sim, iluminação; em um primeiro momento você pode até pensar que esse é um item secundário, mas na verdade é a diferença entre um ambiente aconchegante e confortável de um ambiente estressante e cansativo.

O cérebro humano é extremamente sensível à luz, pois ela é um dos elementos responsáveis por determinar a forma como iremos nos sentir em um determinado ambiente. Locais nos quais a luz branca predomina, por exemplo, tendem a nos deixar mais alertas; já as luzes amarelas nos deixam mais tranquilos e fazem com que sintamos aconchego.

Como iluminar o seu escritórioTipos diferentes de iluminação em um mesmo ambiente no Criteo Office. Crédito Officesnapshots
Seja qual for o seu tipo de escritório, uma coisa é certa: vale a pena gastar alguns minutos e ler algumas dicas que separamos a respeito de como você pode iluminar bem o seu escritório. Vamos lá:

LED x Fluorescente

Tecnicamente falando, essa não é uma dúvida que você deveria ter, afinal, as luzes fluorescentes foram banidas de muitas cidades. Apesar disso, no entanto, você ainda encontra essas lâmpadas em lojas ou depósitos menores – isso se você não tiver um estoque delas no escritório – motivo pelo qual a comparação ainda vale a pena.

Lâmpadas fluorescentes são, provavelmente, as que ainda existem em maior número no Brasil. Elas são um pouco mais antigas, motivo pelo qual são mais baratas e conhecidas. Seu uso, no entanto, está diminuindo drasticamente ao longo dos últimos anos devido a sua baixa vida útil e o seu alto consumo de energia.

As lâmpadas de LED têm ganhado cada vez mais espaço no mercado, mas ainda enfrentam certa resistência por parte da população por conta de seu valor elevado. De fato, por ser um produto relativamente novo, elas custam bem mais que as lâmpadas fluorescentes. O investimento, no entanto, se paga com o tempo, pois elas podem ser até 10 vezes mais econômicas que as fluorescentes e tem uma vida útil que é 2 ou 3 vezes maior, com alguns modelos durando até 25 anos.

Temperatura de cor

Você já deve ter reparado que a iluminação de alguns locais é azulada, sendo quase branca, e a de outros é amarelada. Isso ocorre porque as lâmpadas têm diferentes temperaturas de cor.

Para escolher a temperatura de cor ideal para o seu escritório, no entanto, você deve buscar ir além da questão estética, levando em consideração qual é o tipo de ambiente que você pretende criar. Luzes brancas, por exemplo, são mais utilizadas em escritórios que desejam incentivar a lógica e a racionalidade, fomentando um certo senso de dinamismo e produtividade. Já as luzes amarelas têm um impacto maior sobre o lado direito de nosso cérebro, gerando uma sensação de aconchego e conforto.

Uma não é necessariamente melhor que a outra, sendo a recomendação o uso de ambas de forma combinada, buscando equilibrar a quantidade de lâmpadas amarelas e lâmpadas brancas no local. Em um home office, por exemplo, recomenda-se espalhar luzes amarelas na maior parte do local e luzes brancas nas mesas, na forma de luminárias, por exemplo, para que a pessoa sinta-se confortável na maior parte do tempo mas possa focar-se quando precisar.

Layout da Iluminação

O posicionamento das luzes irá variar de acordo com uma série de fatores, como por exemplo o tamanho do ambiente, a localização dos móveis, a cor das paredes e a natureza do trabalho realizado no local. É importante uma mistura bem equilibrada de “iluminação funcional”, que é aquela feita com um propósito específico, como por exemplo iluminar uma plataforma de trabalho, e “iluminação decorativa”, que é aquela com o intuito de criar um determinado efeito na ambientação, como iluminar um quadro, por exemplo.

Iluminação Natural

Quando se fala em iluminação a maior parte das pessoas pensa, automaticamente, em luminárias, lâmpadas, spot’s e afins. Todos esses fatores são muito importantes, porém um outro tipo de iluminação acaba, muitas vezes, sendo relegado a segundo plano: a natural.

Sem dúvida, é preciso valorizar a iluminação natural de um local, pois ela será a grande responsável por garantir que os seus funcionários não sintam-se presos no escritório, perdendo o contato com o exterior.

Como iluminar o seu escritórioAproveitamento da luz natural neste escritório com cores neutras do mobiliário da RS Design

 

Na hora de montar o seu escritório, conte com a ajuda da RS Design, uma empresa especializada em mobiliário corporativo que tem muita experiência no segmento e pode lhe transmitir diversas dicas para o desenvolvimento de espaços agradáveis, funcionais e produtivos.

Comentários
0 Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>